fbpx

Novos erros – Como eu não pensei nisso antes?

Afinal, errar é do jogo (e até esperado). O importante é aprender com os erros – e só cometer novos erros.

Esta é a frase que encerra um artigo que li alguns dias atrás, no Portal NeoFeed, sobre as startups. O link vou deixar prá vocês no final desta conversa.

Fiquei com esta frase na cabeça, matutando… É super direta, não é mesmo?

Convida a experimentar o novo, o que ainda não foi tentado e ultrapassar as barreiras do medo que nos imobiliza diante dos riscos inerentes a qualquer ação empreendedora.

Vencer a inércia é uma das minhas grandes dificuldades. Sua também? Eu imaginei… Como é difícil livrar-nos das barreiras que nos encaixotam dentro de nós mesmos e que, apesar de aprisionantes, trazem o conforto do que já é conhecido. Eita desafio!!!

Mas, pense na beleza pedagógica do erro… Não é incrível? E a gente deixa passar a oportunidade de aprender com eles e, quando percebemos, estamos cometendo os mesmos erros “de novo”.

Acho que é por isso que essa frase está dançando de rosto colado comigo a mais de uma semana. Tá me sacudindo… Quero estar mais atenta para escrutinar meus erros com lupa e perceber todas as nuances das ações que me levaram a eles para internalizar os alertas e buscar fazer diferente.

Afinal, aquela premissa que define os loucos como alguém que faz sempre a mesma coisa esperando um resultado diferente, casa direitinho com esta conversa aqui, não é mesmo?Evitar repetir os mesmos erros é, com certeza, uma forma muito eficiente de avançar, evoluir, prosperar e viver melhor.

Penso que o convite para buscar novos erros tem também um pegada desafiadora, não é? Nos leva a pensar “fora da caixinha” e experimentar outras trilhas. Novas trilhas mentais e comportamentais que vão permitir transformar cada dia em uma experiência ainda mais motivadora.

A palavra experientĭa é formada por três partes: “ex” (fora), “peri” (perímetro, limite) e “entia” (ação de conhecer ou aprender).

Aprender com o que está fora dos nossos limites, desconhecido ou ainda não tentado,é viver novas experiências e o erro é parte inerente deste processo. Erros novos, novas experiências, novos aprendizados… Trazer esta essência das startups para as nossas vidas, Cometer muitos novos erros é um sinal inegável de que que estamos numa jornada inquietante e desafiadora, aprendendo com as experiências anteriores e abrindo um fantástico universo de possibilidades em nossas vidas. Incrível!!!!

Que acham disso?

Ah! Quase esqueci, segue o link do artigo:
https://neofeed.com.br/blog/home/unicornio-e-excecao-entenda-por-que-muitas-startups-vao-a-falencia/
Grata por estimular em mim esta reflexão Ralphe Manzoni Jr!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima